ANJO DE LUZ AVE LUZ CURA PLANETÁRIA INTERNET DE LUZ REDE SOCIAL RÁDIO

 

 

 

Links

ASSISTA

Vídeo contra McDonald's que mostra morto segurando sanduíche causa polêmica nos EUA

No Inferno, todos vestem roupas brancas

Suco Verde

Vídeos

Pensamentos sobre vegetarianismo

Sugestões Naturais

Bons motivos para ser vegetariano

No caminho da alimentação viva

Uso de plantas medicinais

Sobre utensílios usados na preparação dos alimentos

Receitas Naturais

Preparando BROTOS

Cardápios

Tabela de composição dos alimentos

 Conhece a árvore Nim ?

Tabela Brasileira de Composição de Alimentos em PDF

Saúde com a Natureza

Comunidade no de Plantas Medicinais

Arquivos no Esnips (visite, tem sempre novidades...)

 

Visitantes desde 2/2/2007
 

StatCounter - Free Web Tracker and Counter  

Faça download desse livrinho, é só clicar!

    online

 

Sites

 

EcoVegano

Escolha Vegan

 

 

 

 

Vegetarianismo como opção Espiritual

 

Fonte: Jornal Planeta Sai - Nº 4



CELEBRANDO neste número a compaixão, o Planeta Sai não poderia deixar de trazer uma reflexão sobre a profunda e transformadora decisão de se tornar vegetariano. Como podemos ser cúmplices - e motivo - de causar tanta dor aos animais? Como nos tornamos insensíveis aos gritos, ao pânico, ao sangue e à morte de tantos seres que, assassinados, vêm parar em nossos pratos e ainda nos geram prazer? Para quem não associa mais a carne que ingere ao sofrimento animal, seria um grande auxílio - para sua evolução espiritual - visitar um matadouro, assistir a um animal sendo morto.

Talvez a brutalidade da cena acorde a compaixão adormecida. E, para quem se considera vegetariano porque só come peixe, vale a lembrança de que o peixe não é um vegetal. Peixes, lagostas, polvos, lulas, camarões, ostras - todos são seres vivos e, portanto, sujeitos à dor. Estudos mostraram que os peixes têm, em suas bocas, quase a mesma quantidade de terminações nervosas que os humanos possuem em seus genitais. Por essa razão, puxar um peixe para fora da água com um anzol equivale a tirar uma pessoa da água puxando pelos genitais. Além disso, a sensação de um peixe fora da água é comparada à sensação de um homem sendo asfixiado e morrendo lentamente. A retirada da água gera uma dor terrível e provoca o sangramento das guelras. Não vamos falar nem dos arpões ou dos animais que são jogados, vivos, em panelas fervendo.

É muito requinte de crueldade!

Em relação ao vegetarianismo, temos que considerar sempre as causas éticas que gritam a seu favor. Ética em relação aos mais desfavorecidos - homens ou animais. O problema da fome que assola o mundo poderia ser equacionado mais facilmente se, nas mesmas áreas destinadas ao gado, escolhêssemos a produção agrícola. Hoje, em função do lucro, prioriza-se o pasto e a produção de grãos e forragem para consumo animal, em vez da plantação de vegetais para consumo humano. Cinqüenta gramas de carne numa refeição são uma contribuição para que cinco crianças passem fome em algum lugar do mundo! Uma criança morre de fome a cada dois segundos na Terra! Calcula-se que, se houvesse uma redução de 50% na produção de carne, haveria alimento suficiente para todos.

O alimento vegetariano é essencial ao caminho espiritual, e também à nossa saúde física e mental. Como tudo está ligado, ao se tornar vegetariano, o homem, além de não contribuir para o incomensurável sofrimento de nossos irmãos animais, também preserva a Terra, fonte da sua própria existência. O estudo comparativo entre a anatomia e a fisiologia dos animais carnívoros, herbívoros, frugívoros e as do homem mostra claramente a distância entre o ser humano e o animal carnívoro, enquanto evidencia a ligação do homem com os animais herbívoros e frugívoros.

Na verdade, a impressionante semelhança entre o homem e os animais frugívoros e herbívoros explica, na origem, o que hoje se constata na prática: a infinidade de doenças comprovadamente relacionadas ao consumo da carne. Pesquisas já demonstraram que os vegetarianos possuem sistemas imunológicos mais fortes que os carnívoros, o que talvez explique o fato de, na Inglaterra, os vegetarianos - considerados um grupo de menor risco - pagarem muito menos por um seguro de vida.

Esta é a essência da questão: O homem é a única espécie que poderia cuidar de todas as outras espécies. Protegê-las. Mas, ao contrário, tornou-se um algoz, que ainda sente prazer em saborear suas vítimas.

“Não temos consciência de como nossas escolhas alimentares afetam o mundo. Não entendemos que em cada Big Mac existe um pedacinho de floresta tropical e que, a cada bilhão de hambúrgueres vendido, cerca de cem espécies são extintas. Não compreendemos que, no frigir dos nossos bifes, está o sofrimento de animais, o empobrecimento do nosso solo, o devastar das nossas florestas, o desequilíbrio da nossa economia e o enfraquecimento da nossa saúde. Não percebemos que, nos bifes que saboreamos, está o choro de centenas de milhões de seres que poderiam estar sendo alimentados se não comêssemos aquela carne. Não vemos o veneno se acumulando na cadeia alimentar e nas nossas células, o envenenamento das nossas crianças e da nossa Terra, por gerações."

John Robbins (Diet for a New America)


“Nada beneficiará mais a saúde da humanidade e aumentará as chances de sobrevivência da vida na Terra quanto a dieta vegetariana. Nossa tarefa deveria ser nos libertarmos, aumentando nosso círculo de compaixão para envolver todas as criaturas viventes, toda a natureza e sua beleza."

Albert Einstein

http://danielcaixao.multiply.com/journal/item/127